Um sorriso diferente

0 comentários
Os danos causados pelos piercings e alargadores na região bucal





O uso de piercings ficou cada vez mais comum entre os jovens com disseminação de novas tribos, seu uso é atribuído por índios há anos. Porém a sua aplicação pode provocar problemas irreparáveis, para saúde dos dentes e gengivas e muitos especialistas contra-indicam o seu uso.
A língua é um músculo de superfície rugosa, por causa de suas papilas gustativas, o que favores o acumulo de bactérias - esses micro organismos podem utilizar da perfuração do piercing para entrar causando infecções de ordem sistémica, podendo gerar sérios comprometimentos no organismo do individuo que se arrisca coloca-lo.

Muitas pessoas possuem piercings nos lábios. Sem saber que fazendo isso, elas correm o risco de desenvolver defeitos na região do atrito da peça com o dente e/ou gengiva. Por ser um objecto sólido, o aço cirúrgico na maioria das vezes promove fricção com a superfície da gengiva e do dente, provocando retracção gengival, exposição da raiz, ou até mesmo desgaste dos tecidos dentais.

Uma pergunta vale a pena colocar?
O hábito de fumar, aumenta mais ainda o risco de desenvolvimento de doenças bucais nos usuários de piercing. Na maioria das vezes a pessoa que faz uso deste, não tem costume de ir a dentista ou de escovar os dentes. Geralmente os usuários de piercing, só deixam de utiliza-lo quando se confrontam com danos causados por eles.
É pecado usar piercing? Um bom teste é determinar se podemos ou não, com honestidade e sã consciência, pedir a Deus que abençoe e use esta atividade particular para Seus bons propósitos. “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus” (I Coríntios 10:31). A Bíblia não se coloca condenando piercings, mas também não nos dá razão alguma para crermos que Deus nos deixaria fazê-los.
“Pelos mortos não dareis golpes na vossa carne; nem fareis marca alguma sobre vós. Eu sou o Senhor” (Levítico 19:28)
Precisamos ter em mente que nossos corpos, assim como nossas almas, foram redimidos e pertencem a Deus. Apesar de não se aplicar diretamente aos piercings, I Coríntios 6:19-20 nos dá um princípio: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” Esta grande verdade deve sempre pesar no que fazemos e até onde podemos ir em relação a nossos corpos. Se nossos corpos pertencem a Deus.
Devemos sempre nos certificar de que temos ter a “permissão” divina antes de deixarmos “marcas” em nosso corpo. Embora Deus nos deu o direito de livre arbitrio devemos meditar em seus ensinamentos e ver se nossa conduta é semelhante ou não a que Ele ensinou.


FORÇA JOVEM UNIVERSAL - #TAMOJUNTOEMISTURADO

Aqui você tem valor! Você é nosso convidado!

0 comentários: